Busca no site:
MEDICINA VETERINÁRIA
ISSN: 1679-7353
 
7º Edição Julho de 2006

ISSN: 1679-7353

Apresentação

 

Vem a público a sétima edição da Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, uma publicação vinculada à Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Garça. 

    A presente edição desse periódico científico revela o grande esforço de docentes e discentes do curso de Medicina Veterinária, da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Garça em produzir pesquisas e discussões teóricas que levem à reflexão e, além disso, a postura investigativa diante de questões que permeiam esse campo do saber contribui não somente para a formação de pesquisadores, como também para o aprimoramento dos conhecimentos na área.

    Faz-se necessário ressaltar ainda a expressiva colaboração de docentes e demais pesquisadores de outras instituições de ensino superior que contribuem com a estruturação desta edição da Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária, ofertando a universitários e pesquisadores resultados de pesquisa que proporcionam significativa contribuição para o aumento do conhecimento acerca de questões relacionadas à área de Medicina Veterinária.

    A presente edição da Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária é composta por sete artigos. O primeiro deles, “Análise da eficiência de carrapaticidas contra Boophilus microplus em gado leiteiro, produzido Sebastião F. P. Neto e Eliane Aparecida Toledo-Pinto, explora a importância de um adequado controle de carrapatos, tendo em vista o fato de que o manejo e a aplicação incorreta de produtos químicos pode tornar resistentes esses parasitas.

    A ausência do tronco braquiocefálico em um cão é discutida por André Luís Filadelpho et all no estudo de caso “Ausência de tronco braquiocefálico em cão (Canis familiaris)”.

    No texto “Avaliação do hematócrito e da proteína plasmática em sangues hemodiluídos”, Keila R. Gomes et all expõem estudo que traz dados da análise do sangue de dezessete animais a fim de avaliar uma maneira mais adequada de avaliação de sangues hemodiluídos. O estudo baseia-se na dificuldade de se ter um parâmetro correto de níveis de hematócrito e de proteína plasmática em sangues de animais que vivenciam situações adversas como agitação extrema ou debilidade de vasos sanguíneos.

    Em “Descrição histológica do testículo do javali (Sus scrofa scrofa)”, Nivaldo César Alvim et all destacam o intuito de conhecer melhor essa espécie animal tendo em vista sua importância econômica e o impacto ambiental que gera no contexto brasileiro.

    No artigo “O agronegócio na ovinocultura de corte no Brasil”, Daniele Torres Aro, Cassiana Aparecida Polizer e Silvio Barbosa Pena pontuam aspectos relacionados à ovinocultura no Brasil, ressaltando aspectos favoráveis como fatores de ordem ambiental, econômica e sócio-cultural. Contudo, os autores sinalizam para o fato de que a maior parte da carne de ovinos consumida no Brasil é proveniente de importação. Considerando tais aspectos, desenvolvem um estudo destacando a importância do conhecimento de técnicas de criação e abate desses animais, favorecendo a produtividade no setor.

    “O mercado da carne bovina no Brasil”, texto de autoria de Nivaldo César Alvim et all, discute o espaço representativo ocupado pela carne bovina no país e analisa o impacto causado pela febre aftosa à economia. Destacam-se ainda a importância de medidas sanitárias adequadas, estratégias de marketing e interação produtor/frigorífico.

    Por fim, Daniele Torres Aro et all no texto “Verminose ovina”, tomam como referência de análise 14 ovinos adultos, cuja presença de nematóides gastrintestinais foi verificada por meio da contagem de ovos por grama de fezes (OPG). O estudo justifica-se pelo fato de que essa espécie de parasita constitui uma das principais enfermidades de ovino, ocasionando redução de produtividade e também mortalidade.

    Esta edição conta ainda com as comunicações científicas “Adenocarcinoma da tireóide”; “Botulismo canino: revisão de literatura”, ambas produzidas por Maíra Costa, Mário Henrique Bariani e Professor Doutor Paulo César Gonçalves dos Santos, e “Aspectos histológicos da aorta do ratão do banhado (Myocastor coypus Molina, 1782), da autoria de Henrique R. A. Resende et all.

    No campo dos relatos de caso temos a divulgação dos estudos de Tatiana Monici Cabrini et all, intitulado “Intoxicação por organofosforado em cão”; “Correção cirúrgica de obstrução esofágica ocasionada por persistência do 4º arco aórtico direito em cão”, da autoria de Jorge Luiz Oliveira Costa et all e, por fim, “Tumor venéreo transmissível cutâneo canino”, de Keitte Cleise Florentino et all.

    Há ainda espaço reservado à apresentação das revisões de literatura, apresentadas por Josiane Nobre Foganholli et all que discute “A utilização da acupuntura no tratamento de patologias na medicina veterinária”; Rafael Vivan Cretella et all que apresentam o texto “Alimentos Kosher”; José Paes Oliveira Filho et all que abordam a “Obstrução recorrente das vias aéreas inferiores (RAO) em eqüinos”; Maria Francisca Neves et all com “Respostas neuroimunofisiológicas aos parasitas entéricos”; e Josiane Nobre Foganholli e André Luís Filadelpho que abordam “Tratamento de distúrbios neuromusculares em cães com o uso da acupuntura”.

    Como é possível perceber, esta edição reúne variados textos, que atendem a significativa diversidade de estruturação, mas que têm como referência os parâmetros científicos de produção e de divulgação do conhecimento sistematizado.
Esperamos que a publicação de mais este número da Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária contribua para a reflexão e o aperfeiçoamento dos profissionais dessa área. Agradecemos a todos os colaboradores e solicitamos aos leitores que submetam trabalhos à Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária. 

 

Professora Mestre Ana Corina M. Spada
Diretora da Faculdade de Ciências Humanas/ACEG
Editora da Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária

Expediente

 

REVISTA CIENTÍFICA  ELETRÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA - ISSN 1679-7353

Publicação Científica  da Faculdade de Medicina e Zootecnia de Garça

Ano III - Número 7 - Junho de 2006.

 

MANTENEDORA DA FAEF: ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA/ACEG 

ADMINISTRAÇÃO SUPERIOR DA ACEG 
Presidente: Wilson Shimizu 
Vice-Presidente: Dayse Maria Alonso Shimizu 
 

DIRETORES E VICE- DIRETORES DAS FACULDADES MANTIDAS PELA ACEG

FAEG - Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais

Zozébio Esteves Gomes

FAHU - Faculdade de Ciências Humanas

Ana Corina Machado Spada

FASU - Faculdade de Ciências da Saúde

Sidney da Silva Pereira Bissoli

FAMED - Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia

Paulo Cesar Gonçalves dos Santos

FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal

Jozébio Esteves Gomes

  

COMISSÃO EXECUTIVA

Editor  e Articulista: Prof. Dr. Ana Corina Machado Spada

Programação Visual e Desenho: Murillo Michel

Apoio Técnico: Rogério Grossi de Britto

Secretaria: José Francisco Machado Cuzato

 

CONSELHO EDITORIAL

Prof. Titular Edmundo José de Lucca - FMVZ - UNESP/SP

Prof. Titular Valêncio José de Mattos Campos - FMVZ - UNESP/SP

Dra. Lisiane de Almeida Martins - UNIPAR - Umuarama/PR
Dr. Jorge Luiz Oliveira Costa - FAMED - Garça/SP
Dra. Maria Inês Lenz Souza - UFMS/MS
Drª. Adriana Piccinin - FAMED - Garça/SP
Dr. Paulo César G. dos Santos- FAMED - Garça/SP
MSc. André Luís Filadelpho - FAMED - Garça/SP
MSc. Osni Alamo Pinheiro Junior - FAMED - Garça /SP
Drª. Maria Francisca Neves - FAMED - Garça/SP
MSc. Arlei José Birck - UFLA - MG
Dr. Joffre Guazzelli Filho - FMVZ - UNESP/SP
Dr. José Ricardo de Carvalho Pinto e Silva - FMVZ - UNESP/SP


ASSOCIAÇÃO CULTURAL E EDUCACIONAL DE GARÇA 
Rua das Flores, 740 - Cx Postal 161 - CEP 17400-000 - Garça/SP - Fone/Fax: (014) 3407-8000  - e-mail: revista@faef.br - www.faef.br

Normas para Publicação

 

A Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária - Publicação Científica  da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Garça -, mantida pela Associação Cultural e Educacional de Garça, visa divulgar trabalhos originais, voltados para as áreas de conhecimento do âmbito Medicina Veterinária e Zootecnia, na forma de artigos, ensaios, resenhas, resumos, notas técnicas e traduções.


1. Os trabalhos para apreciação poderão ser enviados pela Internet, no endereço revista@faef.br (atentando para o tamanho do arquivo que não deverá ultrapassar 3 Mb, já inclusos tabelas e gráficos) ou via correio (Rua das Flores n.º 740 - Bairro Labienópolis -  CEP: 17400-000 -  Garça/SP) em disquete 3 1/2 (devidamente identificado), gravado em editor de texto Word for Windows. Os textos não devem exceder 20 páginas com as seguintes especificações: página A4, fonte Times New Roman, corpo 12, entrelinha 1,5, com 3cm de margem superior, inferior, esquerda e direita.


2. Informar endereço completo e e-mail para contato futuro.


3. Serão aceitos trabalhos escritos nos seguintes idiomas: espanhol, inglês e português.


4. Apresentação dos trabalhos:
4.1. Página inicial, contendo:
* Título completo do artigo em LETRA MAIÚSCULA.
* Nome completo do(s) autor(es) (por extenso e apenas o SOBRENOME EM MAIÚSCULA).
* Filiação científica na seguinte ordem: Departamento, Instituto ou Faculdade, Universidade - sigla, cidade, estado e país.
4.2. Segunda página, contendo:
* Resumo de, no máximo, 100 palavras e cinco palavras-chave (termos ou expressões que identifiquem o conteúdo do trabalho). O título, o resumo e as palavras-chave deverão ser no idioma do texto.
* Abstract e Key Words.
4.3. Corpo do texto:
* Sub-itens destacados em negrito, no mesmo corpo do texto, alinhados à esquerda.
* Texto contendo INTRODUÇÃO (contendo revisão e literatura), MATERIAS E MÉTODOS  (resultados e discussões), CONCLUSÕES; AGRADECIMENTOS (Opcional) E REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.
* Notas de rodapé devem ser, na medida do possível, incluídas no corpo do texto ou apresentadas no final do texto após as referências bibliográficas.
* tabelas e gráficos deverão ser numerados consecutivamente em algarismos arábicos e encabeçados por seus respectivos títulos.
* fotografias e ilustrações poderão ser coloridas e devem ser inseridas no corpo do texto.
* Citações no corpo do texto deverão ser feitas pelo sobrenome do autor, entre parênteses e separado por vírgula da data de publicação Ex: (SILVA, 1984). Caso o nome do autor esteja citado no texto, deverá ser acrescentada a data entre parênteses. Por exemplo, "Silva (1984) aponta ...". Quando for necessário, especificar página(s), que deverá (ão) seguir-se à data, separada(s) por vírgula e precedida(s) de p., sem espaçamento (SILVA, 1984, p.128). As citações de diversas obras de um mesmo autor, publicadas no mesmo ano, deverão ser discriminadas por letras em ordem alfabética, após a data, sem espaçamento (SILVA, 1984a; 1984b). Quando a obra tiver dois autores, ambos deverão ser indicados, ligados por ponto e vírgula (SILVA; SOUZA, 1987). No caso de três ou mais, indica-se o primeiro, seguido da expressão et al. (SILVA et al., 1986).
* Anexos e/ou Apêndices serão incluídos somente quando imprescindíveis à compreensão do texto.
4.4. Referências bibliográficas:
4.4.1. As referências bibliográficas deverão ser arroladas no final do trabalho, pela ordem alfabética do sobrenome do(s) autor(es), obedecendo às normas da ABNT (NBR 6023, de agosto de 2002). Ex: LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Metodologia do trabalho científico. 2.ed. São Paulo: Atlas, 1986.


5. Serão publicados os trabalhos aprovados e recomendados por pareceristas das áreas correspondentes.


6. É vedada a reprodução dos trabalhos em outras publicações eletrônicas. Os direitos autorais dos trabalhos aceitos serão cedidos à Revista.


7. Os trabalhos que não estiverem de acordo com estas normas serão devolvidos ao(s) autor(es).


8. Os casos não previstos por estas Normas serão resolvidos pela Conselho Editorial da Revista.


9. Os dados e conceitos emitidos nos trabalhos, bem como a exatidão das referências bibliográficas, são de inteira responsabilidade dos autores.